Congresso dos Gestores debate “Ruturas e Desafios nas Empresas Portuguesas”

O FAE – Fórum de Administradores e Gestores de Empresas realiza, a 30 de Novembro, na Culturgest, em Lisboa, o Congresso dos Gestores Portugueses, para debater as «ruturas e os desafios na gestão das empresas portuguesas», com a participação de meio milhar de gestores e mais de duas dezenas de oradores e personalidades de referência na gestão nacional.

A abertura do Congresso será assinalada por uma intervenção de Luís Filipe Pereira, Presidente do FAE, a que se seguirá uma palestra do convidado especial Paulo Macedo, presidente da CGD.

A 1ª sessão do Congresso será dedicada ao tema gestores portugueses em empresas internacionais e terá como Keynote Speaker Miguel Maya, Presidente Millennium bcp, que deverá abordar tópicos como o sucesso em ambientes super competitivos, o recrutamento e crescimento na carreira e quadro de valores profissionais, as métricas de desempenho global, o escrutínio das redes sociais e ainda as vantagens e inconvenientes da nacionalidade do gestor.

Seguir-se-á um debate com Pedro Penalva CEO da AON, Gonçalo Moura Martins, Presidente da Mota-Engil e Gustavo Guimarães, Presidente das Seguradoras Unidas, moderado por Graça Franco, da Rádio Renascença.

A 2ª sessão será dedicada à integração de empresas portuguesas em cadeias de valor internacionais e o respetivo Keynote Speaker será Vítor Corado Simões, professor do ISEG, cuja intervenção deverá focar assuntos como localização versus produtividade, a cadeia de valor e a posição relativa da empresa, a escala global do produto, o posicionamento das empresas dentro de uma rede, a dimensão das empresas e as dinâmicas de crescimento dos negócios, concorrentes e parceiros, fornecedores e compradores e o networking internacional.

O debate sequente será protagonizado por Isabel Maria Gonçalves, Presidente da TMG Automotive, Henrique Neto, gestor e empresário e António Correia, partner na PwC, com moderação de Rosália Amorim, diretora do Dinheiro Vivo.

A 3ª sessão será dedicada à digitalização, oportunidades e ameaças para empresas e gestores e o respetivo Keynote Speaker será José Gonçalves, presidente da Accenture, que deverá abordar temas como as novas competências e as velhas incapacidades, o saber fazer e saber entender o que se faz, criar inteligência ou adquirir conhecimento, a competição pelos dados, a aceleração digital e a caducidade dos modelos pré-digitais, os modelos de negócio baseados no cliente e o digital como ambiente global.

Seguir-se-á um debate com Fernando Teixeira dos Santos, Presidente do EUROBIC,  Alexandre Fonseca, CEO da ALTICE e Francisco Pedro Balsemão, CEO do Grupo Impresa, com moderação de António Costa, Diretor do ECO.

A 4ª sessão do Congresso será dedicada aos dilemas e desafios dos gestores empresários e o desempenho das empresas com gestão familiar e a respetiva Keynote Speaker será Teresa Menezes, Diretora geral da Informa (D&B), que deverá falar sobre as práticas de gestão quando o gestor tem risco de capital, a natureza familiar da empresa e a qualificação profissional dos gestores independentes, o crescimento comparado com empresas grandes e pequenas, o impulso inovador e o risco de mudança e a internacionalização como fator de diferenciação.

O debate contará com Rui Miguel Nabeiro, CEO da Delta Cafés, Jorge Rebelo de Almeida, Presidente da Vila Galé e Leonor Freitas, Diretora geral da Casa Ermelinda Freitas, conduzido por João Vieira, Diretor do Expresso.

O encerramento do 2º Congresso dos Gestores Portugueses terá uma intervenção do Senhor Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sessão de encerramento.

Partilhar:
Inscreva-se Aqui Inscreva-se Aqui